Você sabe oque a LGPD tem a ver com o seu negócio?

Amanda Piancastelli Tavares

No meio de tantas notícias sobre vazamento massivo de dados e ações criminosas de hackers é muito comum a ideia de que a Lei Geral de Proteção de Dados é algo que apenas as grandes empresas ligadas ao mundo digital precisem se adequar, mas tal pensamento equivocado constitui um grande risco para as empresas que por acreditarem que a lei não afeta seus negócios, deixam de procurar pela adequação.

Primeiramente, é importante ressaltar que embora o mundo digital seja o grande responsável por essas mudanças, a LGPD não se restringe ao meio virtual e eletrônico, aplicando-se a todos os meios em que o tratamento de dados ocorra, inclusive o meio físico.

E qual negócio não realiza a coleta de dados pessoais? Se sua empresa tem funcionários, ela com certeza vai ter dados sobre eles, se você possui um cadastro de clientes em sua companhia, você está realizando tratamento de dados pessoais, portanto a LGPD afeta a todos os negócios, não excluindo nem mesmo o terceiro setor.

Vale lembrar que a Lei Geral de Proteção de Dados pode gerar impacto financeiro, em razão das multas, condenações e indenizações que pode acarretar, mas afeta também a imagem e reputação da empresa, uma empresa que se preocupa em tratar de forma adequada os dados, gera uma boa experiência para o cliente.

A LGPD chegou para mudar a forma de tratar dados, visando a proteção dos titulares desses dados e uma maior responsabilidade da parte de quem os trata. Embora a legislação seja nova e muitas empresas não tenham se adequado, ela não é opcional, mas sim indispensável e vai muito além das multas e sanções previstas.